<img height="1" width="1" alt="" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?ev=6018235932715&cd[value]=1.00&cd[currency]=BRL&noscript=1" />

A liderança é um dos temas mais abordados no meio profissional. Some isso ao fato de que as pessoas são diferentes: com isso, é natural que existam diversas linhas de poder e estilos de liderança. 

Cada perfil de liderança impacta diretamente nas equipes, resultados e nas organizações como um todo. Temos o líder democrático, que acredita que a opinião de todos é importante para os resultados finais, o líder liberal, que não supervisiona seus colaboradores o tempo todo, entre outros. Hoje vamos falar sobre o líder autoritário. 

O perfil do líder autoritário:

A liderança autoritária se assemelha muito ao conceito de ‘chefe’ das estruturas tradicionais, que não necessariamente é aquele que tem capacidade de fornecer um norte para a equipe. Esse tipo de liderança está em declínio no modelo atual das organizações, mas ainda pode ser encontrado em alguns ambientes.

Mas, o que significa ser um líder autoritário? É aquele focado apenas na execução e cumprimento das tarefas, não no desenvolvimento e bem-estar dos seus colaboradores. Além disso, leva em consideração apenas as suas opiniões (ou de seus superiores), sem ouvir sua equipe e tomando decisões apenas pelo que julga melhor.

Resumindo, é o gestor que define o que será feito, como será feito e quem o fará, sem dar espaço para mais ninguém. Como se pode imaginar, esse tipo de atitude se mostra ineficiente, pois gera desconforto e insatisfação da equipe, que não se sente motivada ou acaba não se envolvendo com os projetos. 

Os subordinados não fazem questão de participar, fazendo somente o que lhe é mandado. É por isso que há quem compare esse tipo de liderança ao de um ditador, que cobra e pune os erros dos outros. Muitas vezes, profissionais com mais tempo no mercado e que não se atualizaram, continuam agindo dessa forma; ou até mesmo profissionais inexperientes adotam esse tipo de comportamento numa tentativa de se afirmar como líderes por insegurança.

Porém, vale dizer que esse perfil não é de todo negativo. Às vezes, é necessário adotar a postura de líder autoritário com colaboradores que desafiam e desrespeitam seus superiores. Cabe a cada um analisar a situação e como lidar, mas recomendo sempre buscar um caminho de entendimento e conciliação ao invés da opressão. 

Características do líder autoritário:

Existem certas características que determinam esse tipo de gestão, que pode intimidar os colaboradores. Algumas delas são:

  • Sua liderança é baseada no poder, controlando e oprimindo os subordinados;
  • Preocupa-se com os processos e não dá autonomia aos liderados;
  • Impõe suas convicções sob o resto da equipe;
  • Não aceita críticas, nem tampouco tem habilidade para dar feedbacks;
  • Tem dificuldade de se adaptar em ambientes diferentes;
  • Ouve pouco e considera que sua opinião é a que importa;
  • Se mantém distante da equipe;
  • “Os fins justificam os meios”;
  • Não estimula a criatividade e desenvolvimento da equipe;

Para finalizar, líderes exigentes não são líderes autoritários. A exigência faz parte da rotina no ambiente de trabalho: existem resultados que devem ser alcançados, e o líder muitas vezes precisa se posicionar e ser assertivo para garantir que tudo funcione como deve. Não deve ser confundida com as características acima – que são predominantes para os líderes autoritários.