<img height="1" width="1" alt="" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?ev=6018235932715&cd[value]=1.00&cd[currency]=BRL&noscript=1" />

Para construir uma excelente liderança é necessário tempo. E um dos principais fatores para isso, é a conquista da confiança de todos os seus subordinado e também de seus superiores. O principal ponto positivo deste êxito é a velocidade das tomadas de decisão. Liderança e confiança precisam andar juntos.

Em um mundo onde o pioneirismo é uma das chaves para o sucesso, o entrave de opiniões contrárias podem minar sua liderança. É preciso construir uma relação com os funcionários, e isso só se faz com a rotina de trabalho.

Ações que devem ser tomadas e posturas que devem ser adotadas fazem parte do conjunto de dicas que comentarei no texto de hoje. Quanto antes você começar, melhores os resultados, pois retomar a confiança é mais difícil do que construí-la. Vamos lá? Bom texto!

Líder e suas obrigações

Quando falamos sobre liderança, existem fatores que diferenciam o bom líder do excepcional, certo? Existem as diferenças entre quais ações são feitas na rotina do líder para ele conquistar a posição de confiança ante aos funcionários da empresa.

Contudo, existem obrigações éticas que devem ser seguidas a risca para não prejudicar sua imagem perante a organização. Antes de conquistar a confiança, é importante não perde-lá por atitudes impulsivas, como por exemplo, deixa de cumprir o que você prometeu. 

Caso você não tenha certeza absoluta da capacidade de cumprir o acordo, não o faça!

Ser transparente também é obrigação do líder, uma vez que, a equipe não consiga entender para qual caminho estão seguindo, as chances de refutar as suas ideias são grandes. Quando digo transparência não é necessariamente a abertura de dados confidenciais do planejamento estratégico, mas a definição de metas, funções, etc. 

E por último, não seja um chefe! A figura de carrasco não é visto como alguém a se confiar, já que parece estar trabalhando por causa própria. Seja parte da sua equipe, converse, explique e o mais importante: seja exemplo. 

Seja único

Cada pessoa tem sua própria maneira de conduzir uma equipe, com suas convicções e aprendizados ao longo de seu experiência. Não perca seu jeito de lidar com as mais diversas situações, pois isso é a sua marca perante a equipe. A falta de personalidade resulta em falta de confiança!

Seja único na maneira de entender as necessidades dos funcionários, incentivando a autonomia e investindo em conhecimento. Trabalhar a autoestima da equipe é sinônimo de motivação.

Competência

Além dos pontos citados anteriormente, a maior parte do trabalho de conquistar a confiança é mostrar competência. Não adianta ser ótimo gestor de pessoas, se quando for preciso uma atitude mais dura, você não conseguir atingir a expectativa dos seus funcionários. 

Nunca deixe de estudar, ler e aprender. Essa é a base para você ser um exemplo, motivando até quando não tem a pretensão de motivar.

Gostou do texto? Comente abaixo para continuar essa discussão tão importante para as organizações atualmente! Boa semana de trabalho à todos.