<img height="1" width="1" alt="" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?ev=6018235932715&cd[value]=1.00&cd[currency]=BRL&noscript=1" />

A gestão de pessoas ganhou muita força nos últimos tempos, já que as empresas enxergam cada vez mais seus colaboradores como fatores críticos do sucesso. Hoje em dia, potencializar o desempenho dos colaboradores é um diferencial competitivo e o maior patrimônio de uma organização é o capital intelectual dos profissionais que ali trabalham.

Assim, é necessário uma uma gestão de pessoas eficiente: os colaboradores certos, nas funções exatas, com políticas necessárias para mantê-los e monitorá-los. Aprenda o que é gestão de pessoas, quais são seus 5 pilares e como usá-los de forma eficiente para obter o resultado almejado.

O que é Gestão de Pessoas?

Gestão de Pessoas é o conjunto de estratégias e práticas de uma organização para desenvolver seu capital humano, ou seja, seus colaboradores. As ações começam desde a busca e atração dos melhores profissionais possíveis pelos Recursos Humanos, e incluem o desenvolvimento, retenção e motivação dos colaboradores para que eles desempenhem suas funções e alcancem os melhores resultados possíveis para as empresas.

Não se trata apenas de buscar a satisfação e motivação dos colaboradores, vai muito além: é uma estratégia completa que envolve toda a organização em busca do desenvolvimento, capacitação e humanização de cada indivíduo que faz parte da empresa. A gestão de pessoas eficiente está apoiada em 5 pilares essenciais: motivação, comunicação, trabalho em equipe, conhecimento e competência e, por fim, treinamento e desenvolvimento. Continue lendo e saiba mais sobre cada um!

Pilares da gestão de pessoas:

1. Motivação

A motivação é o ponto de partida da Gestão de Pessoas, pois toda organização depende do comprometimento individual de cada indivíduo que ali trabalha para alcançar os resultados esperados. Se um colaborador está desmotivado, acaba sendo menos eficaz e produtivo, além de sair do emprego na primeira oportunidade que tiver.

As empresas buscam profissionais automotivados em seus processos seletivos, ou seja, aqueles que são capazes de encontrar em si mesmos a motivação necessária para seguir em frente com seu desenvolvimento, porém, é muito importante que a empresa seja capaz de manter essa motivação. Cada um tem suas motivações pessoais e cada um reage de uma maneira diferente diante deles: incentivos financeiros, propósito da empresa, desafios proporcionados, status, plano de carreira etc. Uma gestão de pessoas eficiente tem metas estabelecidas, tanto as coletivas quanto individuais, e foca no que a organização ou área possui de positivo no momento da contratação.

2. Comunicação

O segundo pilar é necessário para que todos os outros funcionem corretamente. A comunicação precisa ser eficaz dentro de toda a organização, não apenas entre líderes e liderados de uma área. Isso mantém a empresa integrada, com informações disponíveis sempre que necessárias, por isso, é importante incentivar o diálogo, quebrando barreiras hierárquicas e fortalecendo o respeito para atingir um objetivo comum.

Instalar um software de comunicação interna é uma forma prática de realizar o processo de gestão de pessoas, pois agiliza o contato entre profissionais, além de ser menos invasivo que uma ligação e mais eficaz que um e-mail. Outro ponto importante é a existência de um método de comunicação imediata, em que cada profissional saiba a melhor maneira de acionar o outro, seja por e-mail, telefone ou uma conversa. Dentro de uma organização, muitas respostas precisam ser rápidas e o tempo perdido na espera, sem atingir os interlocutores necessários, pode causar perdas na produtividade. A comunicação instantânea agiliza os processos e evita gargalos.

3. Trabalho em equipe

Uma vez que todos trabalham para o sucesso da empresa e possuem um objetivo comum, não faz sentido que equipes e setores permaneçam isolados. O trabalho em equipe é essencial para que todos se sintam relevantes dentro do ambiente de trabalho e funciona melhor quando é natural e orgânico.

Assim, é importante criar grupos de trabalho com início, meio e fim. Eles têm objetivos estabelecidos e todos sabem claramente o que esperar. Para verificar o desenvolvimento, um software de acompanhamento e compartilhamento de tarefas é uma solução prática, pois permite visualizar facilmente as dúvidas, alterações e solicitações.

Reuniões periódicas de acompanhamento devem ser feitas para verificar prazos e o andamento de projetos, como está o progresso, a organização dos recursos, entre outras ações para manter todos os profissionais alinhados. Além disso, é importante manter um clima agradável na equipe, incentivando a colaboração entre todos dentro e fora da empresa – as pessoas passam a se conhecer melhor e isso gera empatia.

4. Conhecimento e Competência

Por mais que esse sistema de gestão seja bem estruturado, o sucesso não será possível se os colaboradores não possuírem conhecimento e competência para executar suas tarefas. Toda empresa precisa de um planejamento para criar um ambiente em que todos possam crescer juntos.

Isso deve ser feito desde o processo seletivo e mantido através de uma cultura de valores fortes e motivadores. Uma das ferramentas da gestão de pessoas eficiente é o gerenciamento de competências – identificar os pontos fortes e oportunidades de melhoria para cada profissional. Por meio de feedbacks e de incentivos a treinamentos e capacitações, os colaboradores da equipe encontram um norte para continuarem se desenvolvendo.

5. Treinamento e Desenvolvimento

Quem não se atualiza, fica para trás. Isso não vale só para a gestão da empresa como um todo, mas também para o desenvolvimento de cada funcionário. Completando o tópico anterior, o quinto pilar é o desenvolvimento e treinamento dos colaboradores.

Por isso, a empresa precisa estimular a busca pelo conhecimento através de treinamentos, cursos, palestras, entre outros. O treinamento e desenvolvimento devem ser constantes, partindo conjuntamente da empresa e de cada um de seus colaboradores. Um simples questionário pode identificar os pontos de melhoria e os profissionais que desejam aprender e se aperfeiçoar.

Cursos de curta duração, por exemplo, transmitem informações atualizadas em um espaço de tempo menor. À medida em que os colaboradores vão crescendo profissionalmente, passam a entender melhor que a empresa que trabalham faz uma gestão eficiente de suas carreiras e investe neles, valorizando-os e incentivando-os a crescer.

Quando todos ganham e têm a oportunidade de crescer juntos, a parceria entre profissional e organização tem tudo para dar certo. Esses são os 5 pilares para ter uma gestão de pessoas eficiente. Colocá-los em prática é um exercício diário, que permite reter talentos e promove o crescimento e sucesso da organização.